Benefícios de saúde surpreendentes de Pygeum + efeitos colaterais

A casca da árvore de ameixa Africano ( Pygeum africanum ), um remédio tradicional Africano para uma variedade de condições, é hoje amplamente utilizado para o alargamento da próstata e outras doenças urinárias. Continue lendo para saber mais sobre esse suplemento de ervas, seus benefícios para a saúde e possíveis efeitos colaterais.

Pygeum africanum (ou Prunus africana ), vulgarmente conhecida como a ameixa africana árvore ou pygeum, é uma árvore perene nativa das regiões montanhosas da África Subsaariana, das ilhas de Madagascar e Comores e do Golfo da Guiné R ]

Na África, a casca de pygeum tem sido tradicionalmente mastigada ou esmagada em pó e consumida como um chá para ajudar em condições como [ R R ]:

Problemas de próstata

  • Problemas urinários
  • Desconforto da bexiga
  • Doença renal
  • Peito dor
  • Dor de estômago
  • Malária
  • sintomas
  • “Madness”
  • A casca de Pygeum é amplamente vendida como um extrato na Europa (especialmente na França) e nos EUA para tratar e / ou prevenir distúrbios urinários, aumento da próstata e próstata Câncer [ R R ]

    O extrato é comercializado principalmente sob as marcas R R R ]:

    • Tadenan
    • Pygenil
    • Prosta-FX

    A casca de Pygeum é rica em fitoesteróis ácidos graxos, triterpenos pentacíclicos e ésteres de ferulic ácido . Os fitoesteróis são compostos encontrados em plantas que são estruturalmente semelhantes ao colesterol . A variedade de ácidos graxos encontrados no pygeum inclui ácidos graxos saturados e ácidos graxos ômega não saturados. Existem alguns dados promissores sobre os triterpenos pentacíclicos e ácido ferúlico encontrados na casca de pygeum como compostos anti-câncer e outros compostos pygeum ( ácido atrarico e n-butilbenzenosulfonamida) como bloqueadores hormonais ] [ R R R R R ] R ].

    A casca de Pygeum é muito rica em fitoesteróis como [ R ] R R ]:

    • Beta-sitosterol (também encontrado em pygeum folhas)
    • Beta-sitosterol glucosídeo (também encontrado em pygeum folhas)
    • Beta-sitostenona
    • Campesterol
    • Daucosterol

    Os principais ácidos graxos presentes na casca incluem [ R , R R ]:

    • Palmitic
    • Abietic
    • Linoleic
    • Oleic
    • Myristic
    • Lauric

    Os mais abundantes triterpenos pentacíclicos são [ R ] R ]:

    Também contém ésteres de ácido ferúlico com os seguintes álcoois graxos [ R ]:

    • n-Docosanol
    • n-tetracosanol

    Outros compostos ativos presentes na casca de pygeum incluem:

    • N-butilbenzenossulfonamida (NBBS) [ R ]
    • Ácido atrarico [ R ]

    1) Bloqueio do Crescimento das Células do Tecido Conjuntivo

    O aumento da próstata é causado pelo crescimento excessivo de suas células do tecido conjuntivo, a estrutura estrutural dos tecidos animais. Esse crescimento é acionado pelas seguintes proteínas (fatores de crescimento) R R ]:

    • Fator de crescimento básico de fibroblastos ( bFGF )
    • Fator de crescimento epidérmico ( EGF )
    • Fator de crescimento de transformação- beta1 ( TGF-beta 1)
    • Insulina fator de crescimento (IGF)

    Estas proteínas ativam uma enzima (proteína quinase C) que promove a divisão celular [ R ]

    O extrato de Pygeum reduziu o crescimento de células do tecido conjuntivo da próstata em pacientes com aumento da próstata diminuindo a produção de fatores de crescimento e bloqueando sua função ] [ R ].

    O sangue extraído de um paciente com hipertrofia da próstata tratada com extrato de pygeum reduziu o crescimento de vários tipos de células saudáveis ​​da próstata humana (estudo celular) R ].

    O extrato de Pygeum também bloqueou o crescimento de células do tecido conjuntivo da próstata de ratos tratados com fatores de crescimento ] R ].

    Embora o composto ativo responsável por bloquear o crescimento de células do tecido conjuntivo ainda não tenha sido identificado outra planta contendo n-docosanol ( Myoschilos oblongum ) também bloqueia o crescimento das células da próstata, tornando o n-docosanol candidato provável R ].

     câncer "width =" 640 "height =" 480 "/></h2><h2> <span id= 2) Bloqueio do crescimento das células cancerígenas

    Vários compostos presentes no extrato de pygeum matam as células cancerosas e bloqueiam seu crescimento . Entre eles, os mais importantes são:

    • Ácido ursólico: aumenta a morte das células cancerígenas reduzindo a produção de uma proteína normalmente envolvida na morte celular (leucemia das células B / linfoma 2 protea) [ R R ].
    • Ácido oleanólico: causa a morte de células cancerosas e bloqueia proteínas que promovem o crescimento do câncer ] R ].
    • Ácido ferúlico: previne o crescimento de novos vasos sangüíneos dos mais antigos, bem como o crescimento e disseminação de células de câncer de próstata ] R ].
    • Ácido atrárico: previne o crescimento de células cancerosas da próstata bloqueando o transporte e a ativação do receptor de hormônio sexual masculino [ ] R ].
    • N-butilbenzenosulfonamida: como o ácido atrarico, previne o crescimento de células de câncer de próstata bloqueando o transporte e a ativação do receptor de hormônio sexual masculino, mas seu efeito é mais fraco ].
    • Beta-sitosterol: negativamente afeta a função e a estrutura da membrana das células cancerígenas da próstata reduz a sua disseminação e induz a sua morte [ R R R ]
    • Ácido láurico : previne a formação do forte hormônio sexual masculino diidrotestosterona ( DHT ) e reduz o crescimento de células de câncer de próstata R R ].

    A inflamação geralmente ocorre em pacientes com próstata aumentada. Suas células da próstata têm níveis aumentados dos seguintes tipos de glóbulos brancos R R ]:

    • Células T CD3 +: células que reconhecem e matam células infectadas ou cancerosas
    • CD11c + macrófagos: células que capturam e “comem” células, organismos e substâncias estranhas e prejudiciais
    • Células B CD20 +: células que produzem anticorpos

    Durante os processos inflamatórios, um ácido graxo chamado ácido araquidônico é liberado das membranas celulares. Em glóbulos brancos o ácido araquidônico é dividido em leucotrienos ou prostaglandinas . Ambos os leucotrienos e prostaglandinas desencadeiam várias respostas inflamatórias R R R ].

    Em homens com aumento da próstata, beta-sitosterol e beta-sitostenona diminuem prostaglandina ] produção neste órgão [ R ].

    Em células humanas, a adição de extrato de pygeum bloqueou a degradação do ácido araquidônico e, portanto, reduziu a produção de leucotrienos [ R ].

    4) Atividade hormonal anti-sexo

    A próstata humana contém uma enzima ( 5 alfa-redutase ) que converte o hormônio sexual masculino ] testosterona em sua variante mais potente di-hidrotestosterona (DHT) . Como a dihidrotestosterona está aumentada em pacientes com aumento da próstata, acredita-se que ela desencadeie essa condição R .]

    Alternativamente, aromatase é a enzima que converte hormônios sexuais masculinos em hormônios sexuais femininos . A formação excessiva de hormônios sexuais femininos também desencadeia o aumento da próstata R ].

    Um extrato comercial de pygeum bloqueou tanto a 5 alfa-redutase quanto a aromatase em tecidos da próstata de ratos. O efeito foi mais forte em combinação com um extrato de urtiga . Entre os compostos presentes no extrato de pygeum, ácido láurico é conhecido por bloquear 5 alfa-redutase [ R R ].

    Testosterona e diidrotestosterona (DHT) ligam-se ao receptor de hormônio sexual masculino que ativa genes alvos que podem desencadear o aumento da próstata e câncer ] R ].

    Dois componentes capazes de bloquear o receptor de hormônio sexual masculino e impedir sua ativação no núcleo foram isolados em casca de pygeum: ácido atrarico e ] n-butilbenzenossulfonamida (NBBS) [ R R ].

    1) Pygeum ajuda na ampliação da próstata

    O aumento da próstata é uma doença que afeta 50% dos homens na faixa dos 60 anos e 85% dos homens com mais de 80 anos de idade . Seus principais sintomas incluem [ R ]:

    • Aumento da frequência urinária
    • Dificuldade em retardar a micção
    • Determinado esforço necessário para iniciar a micção
    • Fraco fluxo urinário
    • Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga

    Embora a cirurgia seja frequentemente necessária em casos graves, as drogas podem ser usadas nos estágios iniciais ou quando os sintomas são leves . ].

    Em uma revisão da literatura de 13 estudos abertos (tanto os pacientes quanto os pesquisadores sabiam qual tratamento estava sendo usado) em 849 pacientes e 12 estudos DB-RCT em 717 pacientes conduzidos entre 1970 e 1995, a ingestão de extrato de pygeum mostrou efeitos positivos gerais sobre os sintomas do aumento da próstata em relação ao placebo R .

    Outra metanálise demonstrou que a ingestão de extrato de pygeum causou uma melhora moderada dos sintomas de aumento da próstata em comparação com placebo (análise de 18 DB-RCT envolvendo 1562 pacientes e DB -RCT de 263 pacientes) R R ]. ]

    Em um estudo não controlado, aberto, em 85 pacientes, a ingestão de extrato de pygeum resolveu os sintomas e melhorou a qualidade de vida [19459035em pacientes com aumento da próstata, mas não reduziram o tamanho da próstata [ R ].

    A ingestão diária de uma preparação combinando os extratos de pygeum (15 g de caule seco), viu palmetto (660 mg de folhas secas), e salgueiro-branco (500 mg de erva seca), bem como diferentes óleos vegetais, reduziu a frequência de micção por 3 meses (DB-RCT de 57 pacientes com aumento da próstata) [ R ]

    No entanto, em um ensaio clínico (DB-RCT) com 20 pacientes, o extrato de pygeum não aliviou os sintomas do aumento da próstata . Da mesma forma, a ingestão diária de um extrato combinado de pirose (25 mg) e urtiga (300 mg) não mostrou melhorias nos sintomas de aumento da próstata e qualidade de vida em outro estudo ( DB-RCT em 49 pacientes) R R ].

    2) Pygeum ajuda na inflamação da próstata a longo prazo

    Em um estudo aberto (tanto os pacientes quanto os pesquisadores sabiam qual tratamento estava sendo usado) em 47 pacientes com inflamação da próstata a longo prazo, 42 foram curados após tomar o extrato de pires (100 mg / dia) por 5-7 semanas [ R ].

    Em outro estudo aberto com 18 pacientes que sofriam de inflamação da próstata a longo prazo, ingestão de extrato de pires (200 mg / dia) com ou sem antibióticos por 60 dias melhorou todos os parâmetros urinários medidos [ R ].

    Como esses estudos não foram cegados para os participantes ou pesquisadores, os efeitos podem ser devidos a um efeito placebo .

    3) Pygeum Melhora a Função da Bexiga

    O aumento da próstata é normalmente acompanhado por bloqueio da bexiga e danos ao músculo da bexiga devido ao baixo suprimento sangüíneo [ ] R R ].

    Em coelhos com bloqueio da bexiga, o extrato de pygeum melhorou a mobilidade dos músculos da bexiga em resposta à estimulação e os protegeu de danos. A mobilidade melhorada em resposta ao pygeum foi devida à produção restaurada das formas normais de uma proteína muscular (miosina), enquanto a atividade antioxidante dos ácido miristico contido no extrato de pygeum protegeu os tecidos musculares de dano [ R R R R ].

    Diabetes podem levar a uma condição de bexiga ( diabética cistopatia) com sintomas semelhantes para o aumento da próstata. Em diabéticos ratos, extrato de pygeum reduziram o dano na bexiga e aumentaram a produção de dois fatores de crescimento protetores ( fator de crescimento do nervo e substância P ) [ R R R ] ].

    4) Pygeum possui efeitos de células anticâncer

    Em um estudo em camundongos o extrato de pygeum reduziu o crescimento de duas linhagens celulares de câncer e diminuiu a incidência de câncer de próstata [ R ].

    O sangue de um homem que tomou extrato de pygeum ativou um conjunto de genes que reduziu o crescimento de duas linhas celulares de câncer humano [ ]].

    Em um estudo celular (células humanas de câncer de próstata), um composto isolado da casca de pygeum ( atraric acid ) ligou-se ao sexo masculino receptor hormonal e impediu sua ativação. Como resultado, as culas n puderam crescer nem invadir outros tecidos [ R ].

    Similarmente, em outro estudo de células, outro composto isolado da casca de pygeum ( n-butilbenzenosulfonamida ) ligou-se a este receptor e reduziu o crescimento de células humanas de câncer de próstata [ R ].

    Um suplemento dietético (ProstaCaid) contendo casca de pygeum entre muitos outros compostos reduziu o crescimento e disseminação de uma linhagem de células de câncer de próstata ]

    O vírus Epstein-Barr é conhecido por causar vários tipos de câncer, como câncer linfático, da garganta e do estômago. Em um estudo em células humanas, o pygeum e outros extratos vegetais diminuíram a ativação deste vírus . ].

    5) Pygeum and Hair Loss

    Dihydrotestosterone produzido por 5 alfa -redutase tipo 2 reduz o crescimento do cabelo em pessoas com padrão masculino calvície ] [ R ].

    Como o extrato de pygeum diminui a produção de diidrotestosterona bloqueando 5 alfa -redutase, ele pode prevenir a perda de cabelo causada por este hormônio masculino do sexo R ].

    Desde que uma ligação causal direta não foi estabelecida ou estudada, o efeito do pygeum na queda de cabelo é apenas especulativo.

    6) Pygeum e Acne

    Durante a puberdade, hormônios sexuais masculinos podem estimular as glândulas sebáceas na pele. As glândulas aumentam seu tamanho e a secreção de óleo, que causa a acne R ].

    Ao bloquear a produção de diidrotestosterona e a interação de hormônios sexuais masculinos com seu receptor, o extrato de pires pode reduzir a incidência de acne [ R R R ].

    Desde que uma ligação causal direta não foi estabelecida ou estudada, o efeito do pygeum na acne é apenas especulativo.

    Efeitos colaterais adversos foram observados em alguns pacientes. Entre eles, os mais comuns são aqueles que afetam o sistema digestivo como [ R R ]:

    Outros efeitos relatados incluem [ R R ]:

    • dores musculares e articulares
    • Dor de cabeça
    • Tontura
    • Distúrbios visuais
    • Inquietação
    • Insônia / dificuldade em adormecer
    • Hérnia (protrusão dos intestinos através de um canal na virilha: hérnia inguinal)

    mais graves efeitos adversos são aqueles relacionados ao sistema urinário [ R ]:

    Falta de micção

  • Retenção de urina
  • Como os efeitos do pygeum durante a gravidez e amamentação não foram estudados, seu uso deve ser evitado nesses casos [ R ].

    Estudos de ampliação da próstata

    Muitos dos estudos foram de rótulo aberto (tanto os pacientes quanto os pesquisadores sabiam qual tratamento estava sendo usado) ou tinham uma baixa número de pacientes [ R R ]

    Uma meta-análise concluiu que os estudos de aumento da próstata foram limitados pelo estudo duração variabilidade no design , dosagem, composição de preparações de extrato e parâmetros medidos nos estudos [ R ].

    O extrato de Pygeum falhou em mostrar melhor desempenho em comparação ao placebo em alguns testes clínicos R ].

    Estudos da inflamação da próstata

    Os ensaios clínicos foram conduzidos em poucos pacientes não eram controlados com placebo [ R R ].

    Estudos da bexiga

    Os efeitos do extrato de pygeum na função da bexiga foram testados apenas em animais . Além disso, era necessária uma concentração de pires muito alta (100 mg / kg de peso corporal) em comparação com a dose efetiva usada contra o aumento da próstata. [RR].

    Cancer Studies

    No clinical trials have been carried out to investigate the role of pygeum extract onprostate cancer prevention. The results are based onstudies on cells and mice only [RRRRRR].

    Hair Loss and Acne Claims

    The effects of pygeum extract onhair lossandacne preventionhave not been clinically tested and are speculations based onits male sex hormone blocker activity[RRR].

    Because pygeum extract reduces the production of dihydrotestosterone (a male sex hormone) and female sex hormones, it mayinterfere with hormone drugssuch as birth control pills [RR].

    Pygeum mayenhance the action of 5alpha-reductase blockers(testosterone blockers) such as these medications for enlarged prostates [R]:

    • Terazosin(also ahighblood pressuremedication)
    • Finasteride(also treats hair loss)
    • Doxazosin (also a high blood pressure medication)

    Similarly, it mayincrease the aromatase-blocking action(an enzyme involved inestrogensynthesis) of thesebreast cancermedications [R]:

    • Exemestane
    • Anastrozole
    • Letrozole
    • Testolactone

    Pygeum can increase the effects of these male sex hormoneblockers used to treat prostate cancer[R]:

    • Flutamide
    • Bicalutamide
    • Nilutamide
    • Abiraterone acetate
    • Enzalutamide

    Pygeum extract may alsoenhance the blocking of 5-lipoxygenaseby drugs such as zileuton (asthmamedication) [R].

    Because it reduces the production of the regulator proteinB-cell lymphoma 2(a protein involved in cell death), pygeum extract maydecrease the activity of drugs targeting itsuch as these cancer medications [R]:

    Pygeum extract may alsoreduce the activity of protein kinase C activatorssuch as ingenol mebutate (anti-tumor medication) andadd to the effect of drugs blocking this proteinsuch as Ruboxistaurin (medication for damage to the retinas from diabetes) [R].

    The most widely used pygeum supplement is Tadenan. It is standardized to 14% steroids and 0.5% n-docosanol and sold as50 mg or 100 mg capsules. Other supplements are Pygenil and Prosta-FX [R].

    Pygeum is also available as aliquid extractor asbark that has been ground into a powderthat can be mixed with foods and beverages. Extracts are more effective than the bark powder because they are standardized to a concentration of their main active compounds [R].

    Pygeum extract is often sold inpreparations with saw palmetto or stinging nettle. These combinationshave stronger effects than pygeum alone[RR].

    A commercial supplement for prostate health (ProstaCaid) combines pygeum extract withCurcumaroot (turmeric), pumpkin seeds,dandelionherb, stinging nettle extract, saw palmetto fruits, broccoli extract,pomegranatefruit,grapefruitskin extract, tea extract, and a mushroom blend, among others [R].

    Because of its effect on the production of male and female sex hormones, pygeum extractmay interfere with supplements containing phytoestrogens(e.g., soybean isoflavones) [R].

    Although several online anecdotes claim that the combination of pygeum extract with lecithin supplements increased sexual performance and orgasm intensity in men (the combination is commonly known as “the holy grail stack”), they arenot backed by any scientific evidence.

    Both50 mg, 2x/day(the most common dosage) and 100 mg, 1x/day for up to 12 months were effective and safe (DB-RCT on 209 patients with prostate enlargement). In most cases, theeffectscould be observedafter 4-8 weeks[RRR].

    The protein kinase CPLCγ1-R707Qmutationproduces a permanently active proteinthat increases resistance to death in cancer cells. Pygeum may be less effective in people with this mutation [R].

    Male sex hormone receptor variantsmay have an increased or reduced affinity for atraric acid andn-butylbenzenesulfonamide (NBBS)and thus alter the effect of pygeum extract on prostate cancer [RR].

    Several5 alpha-reductase SNPs(rs166050, rs523349, and rs612224) alter the effectiveness of prostate enlargement treatments. These mutated versions may also increase or reduce the effect of treatments with pygeum extract [R].

    Some people believe that they have chronic infections, but really have some health issue that is caused by a mismatch between their genes and environment or diet. If you’ve gotten your genes sequenced, SelfDecodecan help you determine if your health issues may be a result of your genes, and then pinpoint what you can do about it.

    If you’re sick and tired of guessing about your health, SelfDecodecan help you find specific answers that conventional doctors/diagnostics may never uncover.

    Pygeum was almost exclusively taken to reduce prostate enlargement symptoms. Users of several commercial brands were generally happy with their effects. Particularly, they reported being able tosleepall night long without having to urinate.

    In some cases, users stopped taking the extract after not noticing any effects.

    A few users reported dizziness and stomach cramps as the main adverse effects caused by the extract.

    Some users took pygeum extract to increase their ejaculate volume. In general, they were happy with the results.

    At SelfHacked, it’s our goal to offer our readers all the tools possible to get optimally healthy. When I was struggling with chronic health issues I felt stuck because I didn’t have any tools to help me get better. I had to spend literally thousands of hours trying to read through studies on PubMed to figure out how the body worked and how to fix it.

    That’s why I decided to create tools that will help others cut down the guesswork:

    • Lab Test Analyzer– a software tool that will analyze your labs and tell you what theoptimal valuesare for each marker — as well as provide you withactionable tipsandpersonalized health and lifestyle recommendationsto help you get there.
    • SelfDecode– a software tool that will help you analyze your genetic data from companies such as 23andme and ancestry. You will learnhow your health is being impacted by your genesand how to use this knowledge to your advantage.
    • SelfHacked Secrets– an ebook where we examine and explain the biggestoverlooked environmental factors that cause disease. This ebook is a great place to start your journey if you want to learn the essential steps to optimizing your health.
    • SelfHacked Elimination Diet course– a video course that will help youfigure out which diet works best for you
    • Selfhacked Inflammation course– a videocourse on inflammationand how to bring it down
    • Biohacking insomnia– an ebook on how to get great sleep
    • Lectin Avoidance Cookbook– an e-cookbook for people with food sensitivities
    • BrainGauge– a device that detects subtle brain changes and allows you to test what’s working for you

    SelfHacked VIP– an area where you can ask me (Joe) questions about health topics

    Sourcehealthylbook.com

    Tags: